01

Identificação e Enquadramento:

Designação do projeto: BIOma – Soluções integradas de BIOeconomia para a Mobilização da cadeia Agroalimentar

Código do projeto: 46112– BIOma

Região de intervenção: Portugal Continental

Líder do projeto: CAMPOTEC IN – Conservação e Transformação de Hortofrutícolas, S.A.

Data de aprovação 2020-06-02

Data de início: 2020-07-01

Data de conclusão: 2023-06-30

Investimento total elegível: 6 723 727,87 €

Apoio financeiro da União Europeia: 4 319 232,60 €

02

o Projeto

Copromotores:

ANSELMO MENDES Vinhos, Lda.
SGS PORTUGAL - sociedade geral de superintendência, S.A.
DEIFIL Technology Lda.
SORTEGEL - produtos congelados, s. A.
FOODINTECH LDA
SILVEX - Indústria de Plásticos e Papéis, S.A
ITAU - Instituto Técnico de Alimentação Humana, SA
BRIDGEPOINT Engenharias de Sistemas LDA
Inova+ - Innovation Services, S.A
ACUSHLA, S.A.
SONAE MC - Serviços Partilhados, S.A.
TJA - Transportes J. Amaral, S.A.
LIPOR - Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto
Universidade do Porto – Faculdade de Engenharia
Universidade do Porto – Faculdade de Ciências
Universidade do Porto – Faculdade de Farmácia
Instituto de Soldadura e Qualidade
MORE - Laboratório Colaborativo Montanhas De Investigação - Associação
Instituto Politécnico Santarém
Instituto Politécnico de Bragança
Instituto Politécnico de Viana do Castelo
Universidade de Évora
Universidade Católica

Síntese
Desenvolver uma solução inovadora que permita monitorizar o estado de saúde dos utentes, alertando os profissionais de saúde para potenciais desvios do padrão normal de cada utente. Para tal os dados recolhidos dos wearables serão processados por algoritmos preditivos e analíticos e de machine learning de modo a traçarem os padrões de cada utente e identificar possíveis desvios, prevendo o potencial agravamento da situação clínica dos pacientes.

Objetivos
O projeto BIOma compreende os seguintes objetivos:
1. Suportar a estratégia nacional para a Bioeconomia.
2. Contribuir para a estratégia nacional e europeia de digitalização da indústria.
3. Apoiar as prioridades e aspirações do desenvolvimento sustentável global para 2030
4. (objetivos de desenvolvimento sustentável - ODS).
5. Aumentar a competitividade dos agentes económicos da cadeia de valor agroalimentar.
6. Padronizar a avaliação da sustentabilidade da cadeia de valor agroalimentar.
7. Reduzir o desperdício alimentar através de soluções tecnológicas.
8. Valorizar resíduos e subprodutos agroalimentares para o desenvolvimento de produtos de base biológica.
9. Rastrear todas as etapas da cadeia de valor agroalimentar.
10. Promover a adoção de soluções tecnológicas na cadeia de valor agroalimentar.

03

Descritivo

Atividades:

O projeto compreende a execução das seguintes atividades:

  • PPS1 1: siBIO- Solução digital de avaliação de sustentabilidade para a cadeia de valor agroalimentar
  • PPS 2: BIOsave – Soluções de combate ao desperdício alimentar
  • PPS 3: BIOvalue – Soluções de valorização de resíduos e subprodutos agroalimentares
  • PPS4 4: BIOtrace – Solução integrada de rastreabilidade para a cadeia de valor agroalimentar
  • PPS 5: BIOecosystem – Soluções de Bioeconomia para o mercado através do ecossistema Digital Innovation HUB
  • PPS 6: Gestão e disseminação do projeto BIOma

 

Resultados esperados:

  1. Metodologia de avaliação de sustentabilidade – Sustainability Index For Bioeconomy (siBIO);
  2. Ferramentas digitais para a aplicação de Sustainability Index For Bioeconomy (siBIO);
  3. Plataforma modular de apoio à redução do desperdício alimentar “FoodSaver”;
  4. Ingredientes naturais conservantes sem toxidade (preparações de fruta, compotas e doces);
  5. Novos filmes naturais conservantes para revestimento interno de películas e embalagens de produtos alimentares com libertação de conservantes;
  6. Novos ingredientes bioativos com propriedades funcionais extraídos a partir dos desperdícios agroindustriais
  7. Novos bioestimulantes e corretivos orgânicos do solo
  8. Solução de rastreabilidade para toda a CVAA, modular (produção primaria, transporte/logística, transformação, retalho/restauração e consumidor) suportada por uma plataforma digital integradora, interoperável e inviolável.
  9. Ecossistema Digital Innovation HUB para a cadeia de valor agroalimentar suportado por plataforma digital – BIOecosystem
  10. Metodologia de diagnóstico de maturidade para a Bioeconomia
  11. Marketplace modular para a cadeia de valor agroalimentar: 1) Tecnologia 2) Subprodutos 3) Test Before Invest (campos experimentais) 4) Novos produtos base biológica
  12. Metodologia de campos abertos de demonstração – Test Before Invest

Avenida Cidade de Léon, 506
5301-358 Bragança

+351 300 081 998
+351 300 081 999

geral@morecolab.pt

Cofinanciado por: